Mensagem do Papa Francisco aos participantes do 2º Simpósio Internacional sobre Hanseníase

O 2022 da Aliança contra Hanseníase
22 de dezembro de 2022
Lançamento documentário
Ministério da Saúde lança documentário sobre a ação TECHansen
31 de janeiro de 2023
Papa Francisco

23 a 24 de janeiro de 2023

Distintas Senhoras e Senhores, irmãs e irmãos!

Saúdo a todos calorosamente por ocasião do segundo Simpósio sobre Hanseníase. Obrigado pelo seu compromisso com as pessoas acometidas por esta patologia, muitas vezes esquecidas e rejeitadas pela sociedade. Tu és como o bom samaritano que se inclina para cuidar dos mais fracos e devolver-lhes os direitos que lhes foram negados e a sua dignidade.

O simpósio de hoje está sendo realizado alguns dias antes do 70º Dia Mundial da Hanseníase, instituído por Raul Follereau em 1953 para aumentar a conscientização pública sobre uma doença que se acredita ter sido erradicada. O que deve nos preocupar, hoje mais do que nunca, é que não só a doença pode ser esquecida, mas também as pessoas.

A lepra, também conhecida como hanseníase, é uma das doenças mais antigas da história da humanidade. Mesmo a Bíblia, sozinha, não é suficiente para lembrar-nos que o estigma ligado à hanseníase continua causando graves violações dos direitos humanos em várias partes do mundo. “Apesar de todo o progresso que fizemos, ainda somos ‘analfabetos’ quando se trata de acompanhar, cuidar e apoiar os membros mais frágeis e vulneráveis ​​de nossas sociedades desenvolvidas. Acostumamo-nos a olhar para o outro lado, de passagem, ignorando as situações até que elas nos afetem diretamente” (Carta Encíclica Fratelli tutti, 64). Não podemos esquecer estes nossos irmãos e irmãs. Não devemos ignorar esta doença, que infelizmente ainda atinge muitas pessoas, sobretudo nos contextos sociais mais desfavorecidos.

Pelo contrário, convencidos da vocação da família humana à fraternidade, deixemo-nos interpelar e interrogar-nos: «Vamos curvar-nos para tocar e curar as feridas dos outros? Vamos nos abaixar e ajudar outro a se levantar?” (ibid., 70).

Portanto, devemos aproveitar a oportunidade do Dia Mundial da Hanseníase para revisar nossos modelos de desenvolvimento, denunciar e tentar corrigir a discriminação que eles causam. Esta é uma ocasião propícia para tentar renovar nosso compromisso com a construção de uma sociedade inclusiva, que não deixe ninguém à margem.

Com efeito, a denúncia deve ser sempre acompanhada de uma proposta, como síntese do bem que já existe silenciosamente, e de visões proféticas, capazes de inspirar uma caridade estruturada e uma convivência mais justa. Nisso vale a vossa contribuição, o impulso e a ajuda que dais às Igrejas locais, para que estejam ao lado dos rejeitados e saibam acompanhar ativamente os processos de inclusão e desenvolvimento humano integral.

Especificamente, devemos nos perguntar qual a melhor forma de colaborar com as pessoas afetadas pela hanseníase, tratando-as plenamente como pessoas, reconhecendo-as como protagonistas de sua luta para participar dos direitos humanos fundamentais e viver como membros de pleno direito da comunidade.

Espero que esta conferência possa contribuir para reunir vozes de todo o mundo para discutir as medidas que podem ser adotadas para promover ainda mais o respeito à dignidade humana.

Manifesto a minha proximidade aos que sofrem de hanseníase e encorajo-vos a continuar a trabalhar para que não lhes falte apoio espiritual e cuidados de saúde. Que as comunidades cristãs se deixem evangelizar por estes irmãos e irmãs e estejam na vanguarda dos esforços para a sua plena integração.

Queridos amigos, que Maria Santíssima e os muitos santos que serviram a Cristo nas pessoas afetadas pela Hanseníase os amparem. Abençoo-vos de coração e rezo por vós, pelos doentes, pelas suas famílias e por quantos cuidam deles com amor. Que todos experimentem que Jesus veio para que cada homem e cada mulher tenham vida, e a tenham em abundância (cf. Jo 10,10).

Roma, Saint John Lateran,, 17 de janeiro de 2023, Memória de Santo Antonio Abate.

FRANCISCO

DOE|DONATE
Português