Fundadora da Aliança contra Hanseníase integra a Fórum Lusófono de Luta Contra Hanseníase – FOLLCH

Gestor de Projetos
Com novo gestor de projetos, Instituto Aliança contra Hanseníase aumenta esforços para enfrentamento da doença
19 de outubro de 2022
Aliança contra Hanseníase participa do Congresso Mundial de Hanseníase na Índia
14 de novembro de 2022
FOLLCH

A dermatologista e hansenóloga Dra. Laila de Laguiche está levando para outros continentes sua experiência profissional, especialmente como fundadora e presidente da Aliança contra Hanseníase. Em Abril, ela ajudou a fundar o Fórum Lusófono de Luta Contra Hanseníase (FOLLCH), um grupo independente que visa a colaboração técnica entre os países de língua portuguesa no combate à hanseníase, onde foi convidada a assumir a coordenação técnica da FOLLCH. 

A iniciativa veio de Moçambique e Angola, ambos países do continente africano. “Nestes países a hanseníase é muito negligenciada e faltam profissionais Eles só têm apoio das instituições do Terceiro Setor. Apesar da alta incidência, o Brasil tem posição privilegiada tanto em relação à saúde pública quanto à sociedade científica”, afirma Laila de Laguiche. 

Primeiro evento do FOLLCH

Nos dias 5 e 6 de outubro, o FOLLCH realizou seu primeiro evento on-line, reunindo pessoas envolvidas com hanseníase nos países lusófonos. Participaram representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor Leste, além de convidados da Holanda, da Itália e da ONU.

“Tenho defendido nos fóruns e em várias instâncias uma articulação entre os países que falam o português. Portanto, quero dar um parabéns muito especial às pessoas que se juntaram, se organizaram e criaram essa oportunidade para que todas e todos estejamos aqui juntos. Esse é o princípio de um processo que é fundamental para todos nós”, declarou Alice Cruz, relatora especial das Nações Unidas para Eliminação da Discriminação contra as Pessoas Afetadas pela Hanseníase.

A Aliança contra Hanseníase teve participação ativa, com apresentações de quatro integrantes: Dra. Laila de Laguiche, Dra. Profa. Susilene Nardi, Dr. Francisco Bezerra de Almeida Neto e Francisca Barros da Silva (Dide), que deu sua visão sobre o atendimento no Sistema Único de Saúde do Brasil. 

Assista aqui ao Fórum:

Dia 1:

Dia 2


FOLLCH no Congresso Internacional de Hanseníase

Durante o evento, Dra. Laila anunciou que o FOLLCH estará em uma sessão especial do Congresso Internacional de Hanseníase, que acontecerá entre 8 e 11 de novembro, na Índia. “É a primeira vez que teremos uma sessão lusófona durante o Congresso Mundial. Esse é o primeiro passo deste grupo de cooperação internacional”, comentou Dra. Laila.

A sessão acontecerá no dia 9 de novembro às 12h do horário de Brasília (18h30 da Índia e de Guiné Bissau;  14h de Portugal e Angola; 15h de Moçambique). A presidente da AAL é a presidente da mesa.

Os painelistas serão: Profa. Patricia Deps, Dr. Arie de Kruiiff, Prof. Marcos Virmond e Dr. Henk Eggens. Já os palestrantes serão:

  • Dr. Gerson Fernando (Brasil) – Estratégias Inovadoras para o enfrentamento da Hanseníase no Brasil
  • Dr. Francisco Guilengue (Moçambique) – Desenvolvimento das Capacidades para o Controle da Hanseníase em Moçambique.
  • Dra. Liesbeth Mieras (NHR) – Superar a experiência limitada e cada vez menor em Hanseníase.
  • Artur Custódio (MORHAN Brasil) – A trajetória e as conquistas da história do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase no Brasil.
  • Alice Cruz (ONU) – O direito ao mais alto padrão possível de saúde física e mental para as pessoas afetadas pela hanseníase e seus familiares). 

O Congresso Internacional de Hanseníase é o mais importante evento global que reúne especialistas e os principais interessados ​​no campo da hanseníase. Dois trabalhos enviados por nossa equipe foram aprovados para apresentação: a Palestra “Leprosy: Assistive Technology Resources to Prevent, Minimize and Rehabilitate Physical Disabilities” e um Short Video sobre palmilhas e calçados confeccionados em impressão 3D para pessoas que têm ou tiveram hanseníase. Também estará na palestra de abertura de uma das sessões científicas, com o tema: “Filantropia com ciência:  Isso é possível?”.

Saiba mais em: www.ilc-india2022.com

DOE|DONATE
Português