Instituto AAL coloca hanseníase em pauta na sessão da Câmara Municipal de Curitiba

Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro veta treinamento médico de combate à hanseníase na Rocinha
30 de maio de 2019
Primeiros resultados: ação no MT impacta mais de 100 mil
10 de junho de 2019

Dra. Laila de Laguiche anuncia inauguração do AAL.

A convite da vereadora Maria Leticia Fagundes (PV), a Tribuna Livre da próxima quarta-feira (12), na Câmara Municipal de Curitiba, receberá a dermatologista Laila de Laguiche, que falará sobre a hanseníase. De acordo com a justificativa do requerimento do debate, a hanseníase (ou lepra) é uma doença crônica infecciosa, que se multiplica lentamente e pode levar de 5 a 10 anos para dar os primeiros sinais.

O diagnóstico tardio pode deixar graves sequelas, especialmente a incapacidade física com deformidades em mãos e pés, podendo levar também à cegueira. “Embora tenha cura e o tratamento ser gratuito pelo Sistema Único de Saúde [SUS], a hanseníase é difícil de ser identificada. Uma das barreiras que dificulta o diagnóstico é o preconceito gerado pela falta de informação”, esclarece a justificativa.

Espaço democrático de debates, a Tribuna Livre é prevista no Regimento Interno e ocorre às quartas-feiras, durante a sessão plenária. As discussões são sugeridas pelos vereadores, que por meio de um requerimento indicam uma pessoa ou instituição para falar sobre o tema escolhido. A atividade poderá ser acompanhada em tempo real, pelo canal do Legislativo no YouTube.

Texto: João Cândido Martins
Revisão: Claudia Krüger

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *