70 médicos são impactados em aula magistral sobre hanseníase

Reportagem sobre a Alliance Against Leprosy recebe prêmio NHR Brasil
7 de agosto de 2019
Hanseníase: Brasil é o segundo país com maior número de casos
19 de agosto de 2019

Atividade gratuita promovida pelo Instituto Aliança Contra Hanseníase reuniu profissionais de saúde para aula especial com dois dos maiores especialistas brasileiros.

A hanseníase é grave, mas tem cura. Com a intenção de levar mais esclarecimento e sensibilização sobre a doença a profissionais de saúde de Curitiba e região, o Instituto AAL realizou na quarta-feira (14) uma aula magistral na Associação Médica do Paraná. Mais de 70 médicos compareceram e receberam capaciatação gratuita para  diagnóstico e tratamento da doença mais negligenciada do mundo. Eles também foram confrontados com a realidade brasileira, que ocupa o 2º lugar no ranking mundial em número de pessoas afetadas pela doença neural.  A atividade contou com representantes da pesquisa acadêmica e profissionais da área hospitalar universitária (HC UFPR, Santa Casa e Evangélico, que enviaram médicos residentes e assistentes). Dermatologistas, Infectologistas, Epidemiologistas da Prefeitura de Curitiba também compuseram a turma, além de representantes da indústria de exames laboratoriais.

Sob o tema “Hanseníase: perspectivas e Avanços Científicos”, o conteúdo foi abordado por profissionais reconhecidos na área de hansenologia que foram convidados pela fundadora do AAL, Laila de Laguiche. A Prof. Drª  Isabela Goulart PhD, Hansenologista Coord. do Centro de Referência Nacional em Dermatologia Sanitária – Credesh, Diretora Científica da Sociedade Brasileira de Hansenologia – SBH e professora titular na Universidade Federal de Uberlândia – UFU e o Prof. Drº  Diogo dos Santos PhD, Neurologista Docente na Universidade Federal de Uberlândia – UFU e Médico eletroneuromiografista abordaram diferentes manifestações da doença, métodos de diagnóstico e tratamento e deram ênfase a necessidade de aprimoramento das políticas públicas para que a gestão em saúde seja mais eficiente em relação à doença.

Sorteio de Atlas de Hansenologia doados pela Fundação Sassakawa

Durante a aula magistral foram sorteados dois Atlas de Hansenologia cedidos pela Fundação Sassakawa. A Dra. Elisa Siqueira e a Dra. Paula Sakiyama, ambas dermatologistas, foram contempladas com exemplares.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *